O Ave Migratória

Assim como as aves migratórias precisam percorrer longas distâncias para garantir a sua sobrevivência, nós, seres humanos, precisamos viajar, conhecer culturas, lugares e pessoas diferentes. Desta forma teremos maiores possibilidades de rever nossos valores e crenças. Ave Migratória, viagens, cultura, lugares, pessoas e arte do Brasil e do mundo.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

MANAUS

Amigos, o Ave Migratória vôou de novo. Desta vez fui passar 4 dias em Manaus com meus grandes amigos Zezinho, Janaina e Daniel. Ficamos no Hotel 10 de Julho que é bom e barato, bem no centro de Manaus e perto de tudo.

Vôo BH-Brasília-Manaus. Passagens por R$297,00 pela Gol.
Vista aérea do encontro das águas. Rio Negro e Rio Solimões se transformando em Rio Amazonas. As águas caminham lado a lado sem se misturar por 18 Km em função da diferença de densidade e temperatura.

O tesouro de Manaus. Simplismente maravilhoso.

Interior do Teatro.

Todas as quintas, sextas e sábados tem apresentações de música clássica e jazz (de graça) no Teatro. Não dá para perder.
Assisti a um show de jazz maravilhoso. Imperdível.
Passeio de barco para ver o encontro das águas. Prepare o bolso porque os passeios de Manaus não são baratos e se a opção for ficar em alojamentos de selva as diárias são altíssimas.

O trio fantástio. Nada melhor que estar ao lado de grandes amigos.

Artesanato indígena.




Duas horas de carro pra fazer o passeio onde podemos nadar com os botos.






Fiquei com vontade de trazer esse comigo!




Fazendo trekking descalço na floresta amazônica porque as minhas havaianas, que andaram a Índia inteira, resolveram arrebentar a correia bem lá.



A famosa Seringueira.


Última vista do Teatro antes de retornar para BH.


2 comentários:

Isadora disse...

Ei Lu!
Que delícia entrar no seu blog. Amei as fotos, os comentários, as dicas...
Parabéns!

Beijos,

Isadora.

Anônimo disse...

Minha cidade! Legal.